Domingo é dia de ir à Feira em Belo Horizonte

Belo Horizonte atrai turistas do mundo inteiro para a maior Feira de Artesanato do país

É domingo e o sol ainda nem apareceu, mas muitos trabalhadores já se preparam para uma empreitada fervorosa de trabalho. Alguns chegam muito, mas muito mais cedo para montar o local onde centenas de pessoas poderão comprar, lanchar e apreciar os artesanatos. É a Feira de Arte e Artesanato da Afonso Pena sendo erguida para sustento e alegria de muitos belo-horizontinos. São milhares de barracas espalhadas pela Afonso Pena, que é fechada para o trânsito de veículos e aberta para belo-horizontinos e turistas do mundo inteiro, todos os domingos em Belo Horizonte.

Existe um mundo paralelo à capital mineira dentro da feira. São objetos de decoração, artes plásticas, bijuterias, artesanato infantil, móveis, tapeçaria, vestuário e comidas típicas, tudo feito por verdadeiros artistas que param o trânsito de veículos em uma das maiores avenidas da cidade. Com um colorido especial, vindo das barraquinhas, a feira tem um artesanato diversificado que chama a atenção de quem chega a passeio.
 
Para os expositores é muito importante que a feira esteja sempre cheia e que seus produtos feitos com tanta dedicação sejam apreciados e comprados pelos visitantes. “Vem muita gente do exterior aqui, isso é gratificante para nós”, revela Maria Rosa, que é expositora há quase 37 anos.

Um dos maiores atrativos da Feira de Artesanato é o preço dos produtos oferecidos nas inúmeras barracas. Muitos turistas que vem até BH não deixam de passar pelo local e levar lembranças e produtos de ótima qualidade para sua terra natal.

Além de poder comprar os produtos expostos, o visitante pode se deliciar nas dezenas de barracas do setor de alimentação. Em um ambiente familiar, pais, filhos, amigos e namorados saboreiam o que há de melhor na culinária local. Muitos maridos e namorados, enquanto esperam suas mulheres fazerem compras, apreciam os petiscos mineiros nas tradicionais barraquinhas de alimentação. “Eu venho à feira uma vez por ano para trazer minha esposa. Ela compra de tudo e sai satisfeita, enquanto isso eu fico aqui me deliciando com as comidas típicas”, conta Custódio Nunes Neto. Assim como Custódio, Donizete Lima vem uma vez por ano de Brasília para fazer compras na Feira da Afonso Pena. “Acho que a feira é uma referência de Belo Horizonte, lá em Brasília, quando pensamos em BH, pensamos na feira”, revela.
 
Um pouquinho de história
 
No início era apenas um grupo de artistas plásticos que se encontravam semanalmente para colocar à venda seus trabalhos. Em meados de 1969, a Feira de Artesanato era conhecida como Feira Hippie, nome que até hoje é utilizado carinhosamente pelos moradores da capital. Instalada originalmente na Praça da Liberdade, com o passar do tempo e o aumento do número de comerciantes foi transferida para a Avenida Afonso Pena, em 1991. Hoje, a Feira é considerada um dos grandes polos de compra da capital e disseminadora da cultura regional para os visitantes. Com mais de 2.500 expositores, o que não falta é opção no segmento de vestuário, bijuterias, bolsas, cintos, calçados, tapeçaria, etc.
 

leia mais sobre

Como chegar
A Feira de Artesanato acontece sempre aos domingos, das 6h às 14h, na Avenida Afonso Pena, entre a Rua da Bahia e Rua dos Guajajaras, numa distância de cerca de 700 metros, nos dois sentidos da avenida.

informações do local
Endereço: Avenida Afonso Pena, 1060
Telefone: 156
Horário de Funcionamento: domingo das 8h às 14h