Belo Horizonte celebra a cultura e a gastronomia em aniversário de 118 anos.

Terça-feira, 15 Dezembro, 2015

por: Ministério do Turismo

“Um lugar onde podemos encontrar as pessoas que gostamos enquanto passeamos pelas ruas e visitamos os pontos turísticos. Uma metrópole com clima de cidade pequena”. Com carinho e admiração, a cantora e compositora, Fernanda Takai participa desta homenagem do Ministério do Turismo a Belo Horizonte, que completa 118 anos neste sábado (12).
Projetado por Oscar Niemeyer, o Museu de Arte da Pampulha é um dos atrativos turísticos preferidos de Fernanda na capital. A cantora lembra que após sua chegada em Belo Horizonte, aos oito anos de idade, a visita ao museu se tornou uma tradição para a família. “Nos reuníamos para um passeio de bicicleta às margens da Lagoa da Pampulha aos finais de semana, e sempre parávamos no museu para descansar e visitar as exposições”, lembra.
O Museu de Arte da Pampulha também foi palco de um dos shows preferidos da carreira de Fernanda. “Ter a família, os amigos e os fãs que acompanharam a banda desde o início nos assistindo em casa é uma das melhores sensações da minha vida”, afirma.
Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1997, o Conjunto Arquitetônico da Pampulha é um dos principais atrativos turísticos culturais da capital mineira, e reúne a Igreja de São Francisco de Assis, o Museu de Arte da Pampulha, a Casa de Baile, o Iate Tênis Clube e a Casa Kubitscheck. O Museu de Artes e Ofícios também destaca-se entre os atrativos culturais da cidade por seu acervo com mais de duas mil peças que retratam o cotidiano das profissões brasileiras desde o século XVIII.

O Ministério do Turismo em Belo Horizonte - Esta semana, o Ministério do Turismo divulgou o Índice de Competitividade do Turismo Nacional que avalia a evolução dos destinos turísticos de acordo com treze indicadores que compõe a atividade turística. A capital mineira destacou-se como o terceiro destino turístico mais competitivo do país em capacidade empresarial, e a quinta cidade mais competitiva no índice geral. A presença de redes nacionais e internacionais que atuam no turismo, como meios de hospedagem, alimentação e locação de automóveis, e a abertura a novos empreendimentos turísticos estão entre os principais fatores que levaram a cidade a alcançar o nível máximo na avaliação desta categoria.

Desde sua criação, em 2003, o Ministério do Turismo já investiu R$ 47 milhões no desenvolvimento da infraestrutura turística da capital mineira. A implantação da sinalização turística foi uma das obras em destaque, com investimento de R$292,5 mil.a análise e divulgação junto à Diretoria Executiva