BH se apresenta como cidade inteligente na Smart City Business America em SP

tags

Quinta-feira, 12 Abril, 2018

por: Ascom

O congresso é considerado um dos mais importantes do mundo

Foto: Marcelo Rosa

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Belotur, Prodabel e Secretaria Municipal Adjunta de Modernização, irá participar do Smart City Business. O evento, um dos mais importantes do mundo na área de tecnologia, será realizado no pavilhão Amarelo do Expo Center Norte, em São Paulo, entre os dias 16 e 18 de abril.
Um dos objetivos é consolidar Belo Horizonte como um destino inteligente, apresentando seu ecossistema de inovação e conhecimento como pilares do desenvolvimento econômico da cidade. Desse modo, setores públicos, privados e universidades buscam soluções inteligentes para os desafios urbanos de uma metrópole contemporânea das dimensões de Belo Horizonte. 
Os dados corroboram esse ambiente tecnológico favorável de Belo Horizonte. A capital mineira tem a maior densidade de empresas de tecnologia da informação do Brasil: 331/100 mil habitantes. São mais de 250 startups no San Pedro Valley (melhor comunidade de startups do Brasil). Seu Parque Tecnológico, o BH-Tec, considerado um dos maiores do país, abriga empresas de pesquisa e desenvolvimento. Além disso, Belo Horizonte é pólo de conhecimento, somando 62 instituições de ensino superior, entre elas a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), considerada pelo ranking da Folha de São Paulo de 2017 a melhor do Brasil em qualidade de ensino.
"Para nós, a ideia de cidade inteligente envolve o uso sustentável dos recursos da cidade, como água e energia, gestão do lixo, melhorias no trânsito, integração entre sistemas públicos e oferta de serviços eficiente para o cidadão. A tecnologia pode e deve ser uma das principais ferramentas para enfrentarmos esse desafio. Nossa infraestrutura tecnológica terá ainda mais capilaridade na cidade e teremos um ambiente extremamente favorável para o desenvolvimentos de soluções de IoT e Smart Cities, por exemplo. Estamos trabalhando para elevar o número de empresas e negócios de alto valor e gerar empregos que também tenham alto valor para a população”, explica o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Bruno Miranda.
“Nossa intenção é demonstrar todo o potencial de Belo Horizonte e as ações da Prefeitura que visam transformar a cidade na capital mais inteligente do país”, afirma Leandro Garcia, presidente da Prodabel, que vai participar da plenária ‘Novas Tecnologias, nova economia: novas cidades?’, que vai debater sobre os desafios dos municípios diante das constantes mudanças da atualidade.
Para Marcos Boffa, diretor de Planejamento e Inovação da Belotur, a ideia é interagir com o ecossistema tecnológico da cidade para a construção de soluções conjuntas, em uma gestão transversal do projeto ‘Belo Horizonte: cidade inteligente’. “Uma das intenções é posicionar a cidade como destino turístico inteligente por meio de interação e integração de visitantes, qualificando as experiências por meio de recursos tecnológicos”, comenta Boffa. Neste sentido, estão previstas algumas ações como desafios para startups visando a inovação turística, em parceria com o Sebrae-MG, além de um Seminário sobre Cidades e Destinos Inteligentes no segundo semestre deste ano.
 
Belo Horizonte: cidade inteligente
Com o programa, a Prefeitura de Belo Horizonte utiliza a abordagem de Smart City (cidade inteligente) para enfrentar os desafios da gestão. Com isso, evolui sua infraestrutura tecnológica como base de uma gestão integrada entre as diversas áreas da administração.
 
Conheça outros pilares do projeto:
• Fomentar empresas de base tecnológica para consolidar o setor de TIC como uma marca da cidade e favorecer o desenvolvimento econômico e a geração de empregos.
• Realizar eventos tecnológicos e técnico-científicos para posicionar a cidade como referência no setor de TIC e para permitir a geração de oportunidade de novos negócios e atração de investimentos.
 
Desenvolvimento de soluções:
• A Prefeitura de Belo Horizonte possui 711 km de fibra óptica interligando inúmeros pontos da cidade.
• 1.501 câmeras de videomonitoramento.
• 171 mil lâmpadas de iluminação pública sendo substituídas por LED, incluindo 26 mil com telegestão.
• 92 pontos de acesso gratuito à internet sem fio (hotspots), 57 em áreas de vulnerabilidade social.
• Centro de Operações de Belo Horizonte (COP-BH) que integra as áreas de segurança e prevenção, mobilidade urbana, defesa civil, fiscalização, limpeza urbana, entre outros.
• Dados Abertos – disponibilização de dados oficiais do município em formatos utilizáveis por diversos negócios. (pbh.gov.br/dadosabertos)
• BHLab – laboratório aberto da cidade para fomento à inovação, desenvolvimento urbano e experimentação de novas tecnologias, especialmente para IOT.
 
Evento
Com o tema “Estruturação de uma Cidade Inteligente”, o Smart City Business America Congress & Expo (SCBAC&E) será realizado no Expo Center Norte, em São Paulo.  A proposta visa reunir, no mesmo espaço, empresários, empreendedores e representantes de cidades, além de líderes e formadores de opinião, para que possam debater sobre os temas e desafios para a construção de cidades inteligentes.