Carnaval aquece a economia em Belo Horizonte

tags

Quinta-feira, 16 Fevereiro, 2017

por: Assessoria de Comunicação

. Com a expansão da festa- que espera mobilização de 2,4 milhões de foliões e 500 mil turistas-, o valor de investimento, este ano, somados recursos públicos e privados, é de R$ 5 milhões.

A Belotur estima que o Carnaval de BH 2017 movimente uma receita turística de R$ 335 milhões entre os dias 11 de fevereiro e o dia 1º de março. Com a expansão da festa- que espera mobilização de 2,4 milhões de foliões e 500 mil turistas-, o valor de investimento, este ano, somados recursos públicos e privados, é de R$ 5 milhões. O ano passado os aportes foram de R$ 3,3 milhões.
 
O presidente da Belotur, Aluizer Malab, afirma que todo um planejamento foi desenvolvido para abarcar a maior festa carnavalesca da história de BH. “Todos os esforços estão sendo feitos para garantir conforto aos foliões em termos de investimentos em estrutura, o que gera confiança e credibilidade no mercado. Esperamos consolidar a nossa cidade como rota carnavalesca no Brasil com a nossa criatividade e diversidade. Afinal, temos que aproveitar o grande potencial turístico que temos e dar mais visibilidade aos nossos atrativos”.
 
De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Minas Gerais (ABIH-MG), a ocupação média é de 40%.  Em alguns hotéis da região central da cidade e em bairros onde há concentração de blocos de rua, a taxa chegou a 70%. Alguns hotéis oferecem descontos, comodidade e atendimento diferenciado para quem quer desfrutar dos atrativos carnavalescos da capital.
 
Um levantamento sobre as expectativas em regiões de grande concentração de pessoas durante os festejos na cidade, realizado pela Fecomécio MG, em parceria com a Belotur e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Minas Gerais (Abrasel), demonstra que o mercado está otimista. O estudo revela que 73,8% dos empresários entrevistados, todos da cadeia de comércio, serviços e turismo, acreditam que o movimento será maior durante a folia em relação ao ano passado.
 
No caso específico do comércio varejista, 59,1 % dos empresários esperam crescimento de vendas na comparação com o ano passado. Para o segmento de bares e restaurantes, o percentual de estabelecimentos que projetam expansão é ainda maior, chegando a 69%.
A analista de pesquisa da Fecomércio MG, Elisa Castro, observa que BH está retendo o seu público e recebendo investimentos. “Neste ano, especificamente, existe a expectativa de abrigar o turista do interior de Minas”, destaca
O número de empresas em funcionamento durante a folia será maior este ano. De acordo com a analista de Turismo da Fecomércio MG, Milena Soares, o ano passado, ainda não havia tanto a percepção de que essa época era propícia para fazer bons negócios. “Mais produtos e serviços estarão disponíveis para os foliões. Isso fortalece a cadeia produtiva de diversos segmentos (destaque para armarinhos, supermercados, papelarias, vestuário e calçados) e melhora a qualidade do Carnaval da cidade”, relata
O crescimento do carnaval de Belo Horizonte deve colaborar também para que Minas Gerais fique entre os três estados com maior receita no período, atrás de Rio de Janeiro e São Paulo e superando a Bahia. De acordo com um estudo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), as cidades mineiras devem ter faturamento de R$ 332,4 milhões durante a folia nos segmentos de hospedagem, alimentação e transporte.
 
 
BH, vem prá cá
 
Até o dia 19 de fevereiro, os turistas terão mais um bom motivo para visitar Belo Horizonte. A Prefeitura, por meio da Belotur, em parceria com entidades ligadas ao turismo na cidade, lança a campanha "BH, vem pra cá". O objetivo é aumentar o​ fluxo turístico de lazer na cidade nos finais de semana e gerar mais negócios para os setores ligados à cadeia, como hotéis, atrativos diversos, comércio varejista da moda, ​bares e restaurantes. Mais de 100 empresas já estão inscritas no projeto, que começou no dia 6 de janeiro.
 
De acordo com o Booking.com, Belo Horizonte está na lista dos 10 destinos com maior número de reservas para o período de Carnaval. A expectativa é que a taxa de ocupação da capacidade hoteleira alcance 65%.
                                        
Carnaval de BH 2017
 
A folia belo-horizontina, a festa mais popular do calendário da cidade, cresce a cada ano. Em 2017, são esperados 2,4 milhões de foliões nas ruas da capital, um aumento de 15% em comparação ao ano de 2016. A projeção é que 500 mil turistas visitem a cidade. Cerca de 350 blocos cadastrados e um total de 416 desfiles para todos os gostos agitam BH entre os dias 11 de fevereiro e 1º de março. Os blocos Caricatos desfilam no dia 27 e as escolas de samba no dia 28, ambos na Avenida Afonso Pena.
 
Nos dias do carnaval, três palcos fixos ficarão em pontos estratégicos. Além dos já tradicionais na Praça da Estação e na Avenida Brasil, a novidade é o palco da Rua Guaicurus, no Centro, que será montado entre as ruas São Paulo e Curitiba.
 
Na área da saúde, três postos médicos serão montados na Rua Alagoas, na Praça da Estação e em frente ao Colégio Arnaldo, com o objetivo de atender urgências durante o carnaval e não sobrecarregar as unidades de saúde regionais. Além disso, 50 ambulâncias acompanharão os trajetos dos maiores blocos nos cinco dias de festa.
 
A Prefeitura de Belo Horizonte vai disponibilizar 10 mil diárias de banheiros químicos, 3 mil a mais do que as 7 mil de 2016. O metrô de Belo Horizonte vai funcionar todos os dias da folia até as 2h para embarques apenas na Estação Central e desembarque em qualquer estação. A BHTrans vai reforçar o atendimento das linhas de ônibus. Serão 4 mil servidores da PBH mobilizados para o evento.