MinC dará consultoria para candidatura de Cidade Criativa da Gastronomia

tags

Terça-feira, 23 Outubro, 2018

por: Ascom

BH ficou em 5º lugar no edital do MinC

Foto: Click Estúdio Profissional

Belo Horizonte ganhou mais força para conquistar o título de Cidade Criativa da Gastronomia pela Unesco. A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur, inscreveu a capital mineira no edital do Ministério da Cultura (MinC) que dá às cidades ganhadoras consultoria para elaboração do dossiê que será entregue à Unesco. Das 24 inscritas, Belo Horizonte ficou em 5º lugar, com 79,25 pontos, e foi contemplada juntamente com 14 cidades.

A candidatura de Belo Horizonte como Cidade Criativa da Gastronomia pela Unesco foi lançada oficialmente na última terça-feira, 16/10, pela Belotur. A previsão é que o resultado saia em outubro de 2019 e a capital mineira terá como embaixador o premiado chef belo-horizontino Léo Paixão. O anúncio da candidatura foi feito no encontro “Cidades Criativas: Turismo e Gastronomia”, evento promovido na sede da Prefeitura.

Além de auxiliar na elaboração da candidatura, o edital visa estimular a elaboração de planos de desenvolvimento que impulsionem a economia criativa nos municípios brasileiros, tenham a cultura como base e contribuam com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) previstos na Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).

Para integrar a rede, a cidade deve preparar um dossiê, que passará por processo de seleção realizado pela Comissão de Avaliação da Unesco. A candidatura deve demonstrar, de forma clara e prática, a disposição, o compromisso e a capacidade da localidade em contribuir com os compromissos da Rede. Deve apresentar um plano de ação realístico, incluindo detalhamento de projetos, iniciativas e políticas a serem executadas nos quatro anos seguintes à admissão ao Programa.

De acordo com o presidente da Belotur, Aluizer Malab, esta é uma das ações que integram o Programa Municipal de Turismo Gastronômico, elaboradas estrategicamente pela Belotur com o apoio técnico da Comissão de Gastronomia da Prefeitura de Belo Horizonte, do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e da Frente da Gastronomia Mineira. A iniciativa busca colocar a gastronomia da cidade como fator de competitividade entre os destinos turísticos nacionais e internacionais.  

“É importante ressaltar que Belo Horizonte já está ganhando com todo o processo da candidatura, com troca de informações, integração da cadeia produtiva e profissionalização de todo o setor gastronômico da cidade. A candidatura reforça o projeto de cidade que estamos construindo, mais sustentável e que valoriza o que é produzido aqui. Por isso, vamos montar esse dossiê de candidatura e apresentar tudo o que temos, desde a infinidade de festivais, até a força do nosso café, da cachaça, da cerveja, dos restaurantes”, afirmou Aluizer Malab.

Confira aqui as cidades vencedoras do edital do MinC:

  1. Diamantina (MG) / Música / 86.08 pts.

  2. Cataguases (MG) / Cinema / 81.25 pts.
  3. Niterói (RJ) / Cinema / 80.33 pts.
  4. Campinas (SP) / Música / 79.67 pts.
  5. Belo Horizonte (MG) / Gastronomia / 79.25 pts.
  6. Duque de Caxias (RJ) / Artes Midiáticas / 70.41 pts.
  7. São Paulo (SP) / Gastronomia / 70.08 pts.
  8. Novo Hamburgo (RS) / Cinema / 69.00 pts.
  9. Rio das Ostras (RJ) / Música / 68.75 pts.
  10. Itaboraí (RJ) / Artesanato e Artes Folclóricas / 66.58 pts.
  11. Pelotas (RS) / Música / 65.67 pts.
  12. Imbituba (SC) / Artesanato e Artes Folclóricas / 64.33 pts.
  13. Santana de Parnaíba (SP) / Artesanato e Artes Folclóricas / 63.25 pts.
  14. Aracajú (SE) / Música / 62.67 pts.
  15. Taubaté (SP) / Música / 61.83 pts.

Unesco
Desde 2004, a Rede de Cidades Criativas da Unesco ressalta a criatividade de seus membros dentro de sete áreas temáticas: Artesanato e Artes Folclóricas, Design, Cinema, Gastronomia, Literatura, Artes Midiáticas e Música. Atualmente, conta com um total de 180 cidades em 72 países, oito delas no Brasil: Belém (PA), Florianópolis (SC) e Paraty (RJ), no campo da gastronomia; Brasília (DF) e Curitiba (PR), no do design; João Pessoa (PB), em artesanato e artes folclóricas; Salvador (BA), na música; e Santos (SP), no cinema.