O Carnaval da inclusão

Terça-feira, 3 Fevereiro, 2015 (Todo dia)

por: Asssessoria de Comunicação - Foto:Bloco Padecendo na Folia - Crédito: Bruna Tassis

A programação diversificada atinge vários públicos

Foto:Bloco Padecendo na Folia - Crédito: Bruna Tassis

O Carnaval de Belo Horizonte é democrático, familiar e gratuito e também inclusivo. São várias as atividades dedicadas aos antigos, aos novos e aos foliões especiais.  Este ano, a criançada tem dois vários espaços, um palco no Parque Municipal, no Centro, e outro na Rua de Lazer na Pampulha, além de ser protagonista em dois blocos de rua e em uma oficina na Praça JK, no Sion.
 
Para os mais velhos estão programados bailes pela cidade e para os especiais, tem o desfile da APAE Folia, em Santa Tereza, e a Oficina de Brincar, no Parque Professor Mazzoni, na Cidade Nova.
 
Na última sexta-feira (30/01) aconteceu o Baile à Fantasia na Academia Pé de Valsa, com a presença da Corte Momesca, na Avenida Prudente de Morais, na zona sul de BH.  
 
No mesmo prédio, acontecem outros bailes do Grupo da Maturidade, que promove esses encontros com freqüência, mas agora, embalados ao som de marchinhas e sambas. De acordo com diretora social do grupo, Maria Auxiliadora Fernandes Antunes, o próximo baile é no dia 14 de fevereiro, às 16 horas.  O grupo reúne pessoas entre 60 a 90 anos e os convites estão à venda também para não associados.
 
No próximo dia 7, acontece o pré-carnaval da Regional Noroeste no Centro do Idoso, no bairro Dom Cabral. O Rei Momo, a Rainha e as duas princesas também marcam presença na festa.
 
Carnavalzinhoe Rua de Lazer - E pelo segundo ano consecutivo, haverá programação infantil no palco especial da Estação do Samba montada no Parque Municipal Américo Renée Giannetti. O Carnavalzinho acontece no domingo (15/02) a partir das 10 horas. É um projeto da Fundação Municipal de Cultura (FMC), em parceria com a Belotur, e tem o objetivo de fazer o resgate dos carnavais infantis. Apresentam-se o Grupo Tampulim, Trupe Gaia e a artista plástica Jú Floriano, que vai ministrar uma oficina de construção de  estandartes.
 
E resultado de outra parceria, dessa vez com o SESC, as crianças e jovens podem aproveitar a edição especial do projeto Rua de Lazer na tarde de sábado do dia 14 de fevereiro, na Pampulha, a partir das duas e meia da tarde. Serão ministradas oficinas temáticas de carnaval, com pintura facial e confecção de máscaras. Além disso, os recreadores do SESC vão fazer a alegria das crianças com diversas brincadeiras.
 
Oficina de máscara – Ao som de marchinhas, o evento Circuito de Bloquinhos de Carnaval será aberto com oficina infantil de customização de fantasias, pinturas no corpo e confecção de máscaras para as crianças ao meio-dia. A partir das duas horas tem inicio as apresentações de samba de roda com o Grupo Oi de Gato. Em seguida se apresentam as bandas Chama o Síndico e Trem dos Onze. O encerramento fica por conta da Escola de Samba Canto da Alvorada.  O evento é gratuito - troca de 2 kg de alimento não perecível, e acontece no dia 7 de fevereiro, na Praça JK, Avenida Bandeirantes.
 
Blocos de Rua–Dois blocos de rua da capital mineira nasceram do desejo de papais e mamães, amantes da folia, de aproveitar a alegria da festa com seus pequenos. O bloco Fera Neném, que desfila no dia 7 de fevereiro, no bairro Cruzeiro, surgiu em 2013 quando o cantor e compositor mineiro, Dudú Nicácio, e sua esposa passaram a folia daquele ano em casa com sua filha Joana, na época recém-nascida. No ano seguinte, criaram o bloco Fera Neném, uma homenagem ao apetite voraz de Joana.
 
O Bloco Padecendo na Folia, também estreou no Carnaval de BH em 2014, quando as mamães do blog Padecendo no Paraíso se juntaram com o objetivo de dar uma opção para os pequenos foliões aproveitarem a festa. O bloco  Padecendo na Folia desfila no dia 8 de fevereiro, no Funcionários, e vai ter a apresentação da charanga das mães e a apresentação de músicas infantis em ritmo de Carnaval com a cantora Silvia Negrão.
 
E o APAE Folia, bloco de rua que reúne crianças especiais, suas famílias e vizinhos, chega este ano ao nono grito de carnaval, em parceria com a comunidade e instituições de apoio à pessoa com deficiência. O bloco desfila no dia 7 de fevereiro, às 16 horas em Santa Tereza. E no dia 12, outras 30 crianças especiais participam de uma oficina no Parque Prof. Marcos Mazzoni, na Cidade Nova, com a presença da Corte Momesca.
 
Veja a programação completa do Carnaval em: www.carnavaldebh.com.br
 
O Carnaval de BH 2015 é uma realização da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur, e conta com o patrocínio da SKOL, TIM e do Governo de Minas, com subsídio da Lei de Incentivo à Cultura.